Publicidade

Equipe da Guarda Municipal (GM), empenhada em ronda preventiva na região central, na Praça do Riachuelo, na tarde de terça-feira, 28, quando foi acionada por populares. Eles pediam apoio para socorro a mulher de 79 anos, que acabara de sofrer queda no ponto de ônibus da Avenida Rio Branco, em frente à praça.

Os guardas chegaram a pedir a presença do Serviço de Atendimento Móvel em Urgência (Samu). No entanto, todas as ambulâncias se encontravam em atendimento. Como a idosa apresentava corte, com sangramento no nariz, a equipe transportou-a ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), em viatura própria.

Na unidade, ela recebeu cuidados médicos, realizou exames e sutura com quatro pontos. A GM entrou em contato com familiares da vítima, permanecendo em apoio no local até a chegada do filho.

A formação da GM contou com disciplina “Socorrismo”. Cada integrante passou por abordagem teórica e prática, em treinamento voltado ao atendimento imediato de situações de emergência cotidianas, a fim de proporcionar noções mínimas de condução de casos confrontados no dia a dia de trabalho nas ruas. Frequentemente, a corporação retorna à sala de aula, em processo de capacitação contínua, em que revê conteúdos da área de saúde, dentre outros.

Publicidade

A GM é órgão da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc), da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), cuja atuação se estende para além da proteção aos bens, serviços e instalações da administração pública municipal.

É comum à corporação atuar em socorro a vítimas de acidentes em via pública, pessoas que sofrem algum mal súbito ou se encontram desorientadas. O cidadão reconhece no guarda uniformizado alguém a quem ele pode recorrer e vê nele a possibilidade de socorro em situações de emergência.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui