Publicidade

O Fla-Flu desta quarta-feira tem tudo para ser um dos mais quentes dos últimos anos. Além da tradicional rivalidade dentro de campo, fora dele, a polêmica sobre os direitos de transmissão da final da Taça Rio fizeram o presidente do tricolor desabafar em seu perfil oficial do Instagram. Mário Bittencourt publicou um texto narrando todos os passos sobre a definição de quem pode exibir o jogo, marcado para 21h30, no Maracanã.

Com base na Medida Provisória 984, o Fluminense garantiu o direito de transmitir o confronto após o sorteio que definiu o mando de campo para o tricolor. Contudo, a partir deste sorteio, realizado na última segunda (6), uma série medidas de diversos agentes do futebol carioca colocou em dúvida qual veículo poderia exibir a partida.

Em sua nota, Bittencourt criticou a Ferj, o Procurador do TJD, André Valentim, o presidente da Ferj, Rubens Lopes, e chamou a entidade que controla o futebol do Rio de Janeiro de “Gatoferj”, comparando a federação a quem furta os sinais de TV.

View this post on Instagram

O NASCIMENTO DA “GATOFERJ” (📲 link na bio) Uma explicação sobre os fatos destes dois dias ilustra de forma nítida o desmonte do futebol do Rio de Janeiro. Vamos lá: A FERJ autorizou o Flamengo a transmitir o seu jogo contra o Boavista, dando validade ao direito do mandante; Em seguida, a FERJ vai à justiça comum e pede que a Globo transmita o jogo da semifinal e finais, mas informa que o Flamengo está respaldado pela MP que garante o direito do mandante; O Vasco transmite na sua TV o jogo contra o Madureira com anuência da FERJ, que não faz nenhum movimento contrário; A Globo então consegue uma decisão onde em seu entendimento se desobriga de transmitir o jogo, apesar de já ter pago por ele; No mesmo dia, o Fluminense ganha o sorteio de mandante realizado na sede da FERJ, sorteio este auditado na hora pelo Presidente do TJD; O Fluminense então, de forma honesta, faz consulta à TV Globo sobre se poderia realizar a transmissão pela Flu TV, já que a emissora não possui interesse em transmitir o jogo, apesar de já ter pago por ele como mera liberalidade; No intervalo entre o pedido do Fluminense e a resposta da Globo, o Flamengo, através de se Presidente, procura o Fluminense e pede autorização para transmissão na Fla TV, ou seja, o Flamengo, ao procurar para solicitar a transmissão, reconhece expressamente que o direito e do Fluminense; O Fluminense não atende o pedido do Flamengo, por que a Globo já pagou por esta transmissão e o clube entende que a transmissão não deve ser comercializada, mas informa que, para o bem do futebol, a transmissão será aberta e que todos os torcedores do País, inclusive os do Flamengo, poderão ver o jogo pela Flu TV de forma gratuita; Na sequência, a Globo responde que autoriza o Fluminense a transmitir o jogo em seu canal do YouTube sem nenhuma restrição; O Fluminense faz ofício à FERJ informando que fará a transmissão do jogo, em razão da autorização da Globo, e ressalta que Vasco e Flamengo transmitiram seus jogos em suas plataformas digitais nas rodadas passadas como mandantes que eram; A FERJ, diferentemente do que fez com o Vasco, exige que o Fluminense comprove que a Globo autorizou a transmissão; [continua]

A post shared by Mario Bittencourt (@mbittenfluoficial) on

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui