Publicidade

O governador Romeu Zema entregou nesta sexta-feira (10/7), no Hospital da Baleia, em Belo Horizonte, dez novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento exclusivo da covid-19. O Governo de Minas enviou dez respiradores para a unidade hospitalar com o objetivo de ampliar a capacidade de atendimento na capital e região metropolitana.

Os equipamentos foram adquiridos com recursos oriundos de ação judicial movida pelo Estado contra a mineradora Samarco, em razão do rompimento de barragem em Mariana, em novembro de 2015. Foram investidos R$ 700 mil na aquisição dos equipamentos, que vão permitir transformar leitos ambulatoriais em unidades de terapia intensiva.

“Estou aqui no Hospital da Baleia para entregar dez respiradores que servirão para ampliar o número de UTIs aqui neste hospital, que sempre prestou serviços na região metropolitana. Fico muito satisfeito de entregar mais este recurso que servirá para salvar vidas. Desde o início da pandemia nós já ampliamos cerca de 1.300 leitos e este trabalho continua”, afirmou o governador.

Está é mais uma das ações do governo para ampliar a capacidade de atendimento de terapia intensiva. Minas conta, atualmente, com 3.356 leitos de UTI, o que representa um aumento de 61% na capacidade desde o início da pandemia. Em fevereiro, o estado contava com 2.072 unidades de tratamento intensivo.

Publicidade

O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que a instituição ainda deverá receber outros respiradores e que o hospital será um importante legado para a sociedade.

“Estamos verificando que teve uma obra de adequação muito boa no hospital e, dentro do que pensamos, além de atender agora pacientes da covid-19, as intervenções vão servir no futuro para continuar o tratamento de pacientes aqui no Baleia”, disse.

A partir da inauguração, o Hospital da Baleia irá contar com 20 leitos exclusivos para tratamento do coronavírus. Atualmente, a instituição conta com dez leitos de UTI e outros 22 de enfermaria para atendimento a pacientes da covid-19.

A diretora-presidente da instituição, Tereza Guimarães Paes, agradeceu o apoio do governo e destacou a importância do investimento.

“Nós temos muita alegria de receber este apoio do governo, também temos o apoio da iniciativa privada e da sociedade nas diversas campanhas que fazemos. É um aporte muito bom para não só manter a boa qualidade, mas também para expandir os nossos serviços, como vamos fazer agora. É um suporte interessante neste momento que a cidade demanda uma assitência mais cuidadosa”, ressaltou.

Inauguração

Romeu Zema também visitou a nova ala de enfermaria (Ala 1 – Célia Guimarães Diniz) com 34 leitos, que também serão de uso exclusivo para o tratamento do coronavírus. Os recursos para a construção do espaço foram doados pela iniciativa privada. Com isso, o hospital passa a contar com 20 leitos de UTI e outros 56 de enfermaria para tratamento de pacientes da covid-19.

O Hospital    

Referência em assistência médico-hospitalar de qualidade e humanizada há 76 anos, o Hospital da Baleia realiza mais de 600 mil procedimentos médicos anualmente. São atendidos cidadãos de 88% dos municípios mineiros, a maioria vinda pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

São mais de 27 especialidades médicas e Centros de Referência em Oncologia Adulta e Pediátrica, Nefrologia (Hemodiálise e Transplante Renal), Ortopedia, Pediatria e Cirurgia Bariátrica e Metabólica, além do Tratamento e Reabilitação de Fissuras Labiopalatais e Deformidades Craniofaciais (Centrare). O Baleia conta com parceiros, voluntários e doações solidárias para manutenção de seu trabalho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui