Publicidade

O governador Romeu Zema participou nesta sexta-feira (28/8), em Uberaba, no Triângulo, de cerimônia que marcou o início das operações da cervejaria do Grupo Petrópolis. Com investimento superior a R$ 1 bilhão, a nova fábrica vai gerar mais de 700 empregos diretos, 3 mil indiretos e produzirá 9 milhões de hectolitros por ano.

Zema ressaltou a importância da inauguração, que representa mais um passo para a reativação econômica em Minas Gerais.

“Nestes cinco meses de pandemia, em Minas, no Brasil e em todo o mundo, muitos empregos foram perdidos, muitos negócios foram desativados, muitos trabalhadores perderam renda. Mas, hoje, tenho o prazer de estar aqui para anunciar a abertura da nova fábrica de cervejas que vai gerar empregos e contribuir para o desenvolvimento da região”, afirmou o governador.

Ambiente confiável

Publicidade

Zema reforçou o trabalho de sua gestão para simplificar os processos burocráticos e atrair novas empresas para o estado. Tudo isso, segundo o governador, tem criado um ambiente confiável para os investidores, fazendo com que Minas se destaque na atração de investimentos, mesmo em meio à pandemia de covid-19.

Somente no primeiro semestre de 2020 foram assinados protocolos de intenções de investimentos da ordem de R$ 10,6 bilhões, mais que o dobro do valor registrado no mesmo período de 2019. Esses empreendimentos vão gerar mais de 8 mil empregos em várias regiões do estado.

“Estive com representantes da indústria, com o prefeito (de Uberaba), e conseguimos trazer esta indústria para cá porque a pauta do meu governo, desde o início, tem sido de não criar obstáculos para o setor produtivo. Já reduzimos muitas obrigações acessórias que complicam a vida de quem paga impostos e vamos fazer muito mais. Isto está simplificando a vida tanto de quem atua no campo quanto quem atua na cidade. Esta cervejaria que estamos hoje inaugurando com uma satisfação enorme está dentro deste contexto”, concluiu Zema.

Planta industrial

A unidade de Minas Gerais será a maior das oito plantas industriais do Grupo Petrópolis. Além do ambiente econômico favorável proporcionado pelo governo Zema, alguns diferenciais do estado foram fundamentais para atração do investimento, como qualidade e abundância da água e a logística rodoviária.

A malha rodoviária, com facilidade de escoamento para todo o Brasil, possibilitará maior competitividade de preço e distribuição. Atualmente, Minas consome cerca de 14% de toda cerveja produzida no país e representa um importante mercado para o setor cervejeiro.

Combate à covid-19

O governador também entregou, simbolicamente, ventiladores pulmonares e outros equipamentos médicos (bipaps e cardioversores), essenciais no tratamento de pacientes com covid-19. Os aparelhos foram destinados ao Hospital Regional José de Alencar e ao Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro e já estão em uso. São 53 equipamentos, sendo 33 respiradores invasivos e de transporte.

Romeu Zema destacou o empenho do governo para fortalecer o sistema público de Saúde em Minas Gerais e melhorar o atendimento à população.

“Infelizmente, perdemos mais de 5 mil vidas, mas muito provavelmente não foi por falta de atendimento, mas porque as pessoas não resistiram ao vírus. Minas Gerais está em primeiro lugar no Brasil em menor taxa de óbitos por cem mil habitantes. Isso se deve a um trabalho que foi feito desde fevereiro. Nós tomamos todas as medidas necessárias para fortalecer o sistema de Saúde, conseguindo empurrar constantemente o pico da pandemia”, finalizou o governador.

O secretário de Saúde, o médico neurocirurgião Carlos Eduardo Amaral, também reforçou o plano de atuação do governo para estruturar a rede de atendimento. A macrorregião Triângulo Sul, onde Uberaba está localizada, dobrou o número de leitos de UTI, passando de 65 para 130. Em Minas Gerais, o número saltou de 2.072 unidades para 3.839 leitos.

“Desde o início da pandemia, a opção que fizemos foi de identificar os hospitais que já tinham a estrutura para terapia intensiva e ampliamos o número de leitos. Depois criamos um plano de contingência, dando sequência na ativação de vagas em todo o estado”, explicou o secretário.

Desenvolvimento regional

Ainda em Uberaba, Romeu Zema, acompanhado do secretário-Geral, Mateus Simões, e do presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, se encontrou com empresários da região e parlamentares na Fiemg Regional Vale do Rio Grande, para ouvir as demandas e apresentar projetos de sua gestão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui