Publicidade

Caetano Brasil, clarinetista, saxofonista e compositor juizforano é um dos brasileiros indicados para o prêmio Grammy Latino de 2020. Ele concorre ao melhor álbum instrumental da premiação por “Cartografias”, seu segundo disco autoral, lançado em dezembro de 2019 em todas as plataformas digitais e com show de lançamento no Projeto Palco Central, no Cine Theatro Central, em Juiz de Fora-MG.

O álbum “Cartografias” leva a assinatura de Caetano Brasil e Grupo, conta com influencias musicais de várias partes do planeta. Com uma pegada contemporânea, unindo o choro brasileiro com estilos como a música folclórica oriental, latina, do leste europeu e o jazz, entre outros. Dois dos frutos dessa iniciativa são os prêmios no XVIII Prêmio Nabor Pires Camargo Instrumentista, de Indaiatuba (SP), e de Melhor Instrumentista do XIX Prêmio BDMG Instrumental, de Belo Horizonte, obtidos com a segunda sessão de gravações.

Segundo o artista, em uma postagem no Instagram, “A ficha ainda tá caindo, mas o coração por aqui tá explodindo de alegria! A gente rala – e rala muito – pra produzir arte e impactar a realidade das pessoas, quem quer que elas sejam. E quando a gente recebe um reconhecimento público desta proporção, ainda mais num cenário tão escuso como o deste ano, a gente se reconecta com a certeza do nosso propósito.”

Além de Caetano Brasil, outros artistas mineiros como Toninho Horta, Samuel Rosa, Paula Fernandes e Orquestra Filarmônica de Minas Gerais também estão na lista dos artistas indicados para o prêmio.

Publicidade

Os músicos Toninho Horta recebeu a indicação pelo disco Belo Horizonte, lançado em 2020. João Bosco recebeu pela música Abricó-de-macado, presente no disco de mesmo nome, lançado em maio de 2020.

O mineirinho Samuel Rosa, do Skank, recebe a indicação pela sua participação na música A tal canção pra lua (Microfonado), de Vitor Kley.

Paula Fernandes marca presença com o disco Origens, gravado na cidade de Sete Lagoas-MG, em 2019.

Já a Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, concorre ao prêmio na categoria de Melhor álbum de música clássica, com o álbum Almeida Prado, de regência do maestro Fábio Mechetti e participação da pianisya Sônia Rubinsky.

Segundo a Academia Latina, responsável pela prêmiação, os indicados foram selecionados a partir de uma lista com mais de 18 mil inscrições em 53 categorias.

Veja a lista de indicados:

Gravação do ano
“China” – Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G
“Cuando Estés Aquí” – Pablo Alborán
“Vete” – Bad Bunny
“Solari Yacumenza” – Bajofondo Featuring Cuareim 1080
“Rojo” – J Balvin
“Tutu” – Camilo com Pedro Capó
“Lo Que En Ti Veo” – Kany García & Nahuel Pennisi
“Tusa” – Karol G & Nicki Minaj
“René” – Residente
“Contigo” – Alejandro Sanz

Álbum do ano
“YHLQMDLG” – Bad Bunny
“Oasis” – J Balvin & Bad Bunny
“Colores” – J Balvin
“Por Primera Vez” – Camilo
“Mesa para Dos” – Kany García
“Aire (Versión Día)” – Jesse & Joy
“Un Canto Por México, Vol. 1” – Natalia Lafourcade
“Pausa” – Ricky Martin
“La Conquista del Espacio” – Fito Páez
“Cumbiana” – Carlos Vives

Canção do ano
“ADMV” – Maluma
“Bonita” – Juanes & Sebastián Yatra
“Codo Con Codo” – Jorge Drexler
“El Mismo Aire” – Camilo
“For Sale” – Alejandro Sanz & Carlos Vives
“#ELMUNDOFUERA (Improvisación)” – Alejandro Sanz
“Lo Que En Ti Veo” – Kany García & Nahuel Pennisi
“René” – Residente
“Tiburones” – Ricky Martin
“Tusa” – Karol G & Nicki Minaj
“Tutu” – Camilo com Pedro Capó

Melhor artista revelação
Anuel AA
Rauw Alejandro
Mike Bahía
Cazzu
Conociendo Rusia
Soy Emilia
Kurt
Nicki Nicole
Nathy Peluso
Pitizion
Wos

Melhor canção “urban”
“Adicto” – Tainy, Anuel AA e Ozuna
“Muchacha” – Gente De Zona e Becky G
“Rave de Favela” – MC Lan, Anitta, BEAM e Major Lazer
“Rojo” – J Balvin
“Yo x Ti, Tu x Mi” – Rosalía & Ozuna

Melhor álbum instrumental
“Plays Daniel Figueiredo” – Leo Amuedo
“Cartografias” – Caetano Brasil
“Sotavento” – Compasses
“Festejo” – Yamandu Costa com Marcelo Jiran
“Terra” – Daniel Minimalia

Melhor canção em língua portuguesa
“A Tal Canção Pra Lua (Microfonado)” – Vitor Kley & Samuel Rosa
“Abricó-De-Macaco” – João Bosco
“AmarElo (Sample: Sujeito de Sorte – Belchior)” – Emicida com Majur & Pabllo Vittar
“Libertação” – Elza Soares & BaianaSystem com Virgínia Rodrigues
“Pardo” – Céu

Melhor álbum de pop contemporâneo em língua portuguesa
“N” – AnaVitória
“Enquanto Estamos Distantes” – As Bahias e a Cozinha Mineira
“APKÁ!” – Céu
“Guaia” – Marcelo Jeneci
“Eu” – Melim

Melhor álbum de rock ou de música alternativa em língua portuguesa
“AmarElo” – Emicida
“Little Electric Chicken Heart” – Ana Frango Elétrico
“Letrux aos Prantos” – Letrux
“Universo do Canto Falado” – Rapadura
“Na Mão as Flores” – Suricato

Melhor álbum de samba/pagode
“Mangueira – A Menina dos Meus Olhos” – Maria Bethânia
“Martinho 8.0 – Bandeira da Fé: Um Concerto Pop-Clássico (Ao Vivo)” – Martinho da Vila
“Samba Jazz, de Raiz, Cláudio Jorge 70” – Cláudio Jorge
“Fazendo Samba” – Moacyr Luz e Samba do Trabalhador
“Mais Feliz” – Zeca Pagodinho

Melhor álbum de MPB
“O Amor no Caos Volume 2” – Zeca Baleiro
“Belo Horizonte” – Toninho Horta & Orquestra Fantasma
“Bloco na Rua” – Ney Matogrosso
“Planeta Fome” – Elza Soares
“Caetano Veloso & Ivan Sacerdote” – Caetano Veloso & Ivan Sacerdote

Melhor álbum de músicas sertaneja
“#IssoÉChurrasco (Ao Vivo)” Fernando & Sorocaba
“Origens [Ao Vivo em Sete Lagoas, Brazil / 2019]” – Paula Fernandes
“Livre Vol. 1” – Lauana Prado
“Churrasco do Teló Vol. 2” – Michel Teló
“Por Mais Beijos Ao Vivo (Ao Vivo)” – Zé Neto & Cristiano

Melhor álbum de música de raízes em língua portuguesa
“Veia Nordestina” – Mariana Aydar
“Aqui Está-se Sossegado” – Camané & Mário Laginha
“Acaso Casa Ao Vivo” – Mariene De Castro e Almério
“Targino Sem Limites” – Targino Gondim
“Obatalá – Uma Homenagem a Mãe Carmen” – Grupo Ofa
“Autêntica” – Margareth Menezes

Melhor álbum de música cristã (língua portuguesa)
“Catarse: Lado A” – Daniela Araújo
“Reino” – Aline Barros
“Profundo” – Ministério Mergulhar
“Maria Passa à Frente” – Padre Marcelo Rossi
“Memórias II (Ao Vivo em Belo Horizonte / 2019)” – Eli Soares

Melhor clipe musical em versão curta
“Saci (Remix)” – BaianaSystem & Tropkillaz
“Rojo” – J Balvin
“Cubana” – Bivolt
“Para Ya” – Porter Alexis Gómez
“TKN” – Rosalía & Travis Scott

Melhor álbum de engenharia de gravação
“Aire (Versión Día)” – Jesse & Joy
“APKÁ!” – Céu
“Quimera” -Alba Reche
“Sublime” – Alex Cuba
“3:33” – Debi Nova

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui