Publicidade

“Bulunga, o Rei Azul”, do escritor Pedro Bloch, é a terceira obra escolhida para o projeto “Da Estante”, mantido pela Biblioteca Municipal “Murilo Mendes”. A história do “gato azul”, que só gostava da cor azul, é contada em vídeo pela jornalista Thaís Pifano e a funcionária do Departamento de Acesso da Fundação Cultural “Alfredo Ferreira Lage” (Funafa), Letícia Medeiros. O material será lançado nesse sábado, 12, no instagram (@bm.murilomendes) e no youtube da instituição. O projeto é parte das ações da biblioteca para incentivar a leitura e divulgar obras literárias.

Conforme Thaís, a história é um clássico, com mensagem contra o preconceito e em defesa da diversidade, de forma direta e lúdica. O projeto “Da Estante” estreou com o conto “Era uma vez um Tirano”, de Ana Maria Machado. O segundo episódio foi “O Canto da Princesa Rubra”, de Ulisses Belleigoli, produzido com financiamento da Lei Municipal de Incentivo à Cultura “Murilo Mendes”.

“A escolha dos títulos é processo complexo, porque buscamos contemplar o interesse de leitores de todas as idades e abrir espaço para autores de todas as partes, locais, brasileiros e de outros países, sempre priorizando histórias mais curtas”, explicou Thaís. Todos os episódios estão disponíveis para o público e, na avaliação da jornalista, a coleção de vídeos do projeto “Da Estante” é opção de lazer cultural nesse cenário de pandemia e isolamento social, com possibilidade de ser acessado individualmente ou em família.

Sobre o autor

Publicidade

Pedro Bloch nasceu em 1914, na Ucrânia. Sua família migrou para o Brasil e ele se naturalizou brasileiro. Atuou como médico, jornalista, compositor, poeta, dramaturgo e escritor. Escreveu mais de cem obras, incluindo “Pai, me Compra um Amigo?”, “Nesta Data Querida” e “Chuta o Joãozinho Para cá”. Escreveu também peças teatrais, como “Dona Xepa” e “As Mãos de Eurídice”. Morreu aos 89 anos, no Rio de Janeiro, em 23 de fevereiro de 2004.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui