Publicidade

Mais de cem publicações do acervo da Biblioteca Municipal “Murilo Mendes” (Avenida Getúlio Vargas, 200 – Centro) e da Casa de Leitura “Delfina Fonseca Lima” (Rua Marília, 631 – Bairro Benfica) foram devolvidas na semana passada. Os livros haviam sido emprestados antes do fechamento das unidades, em decorrência da quarentena decretada para conter a pandemia de covid-19. Estes espaços permanecerem com atendimento presencial suspenso desde 17 de março, como os demais equipamentos culturais geridos pela Fundação Cultural “Alfredo Ferreira Lage“ (Funalfa), as duas bibliotecas voltaram a receber devolução de obras no dia 3.

Essa é a primeira etapa de retomada das atividades, que acontece de forma escalonada. Os usuários podem entregar livros, sem multa ou qualquer outra penalidade, de segunda a sexta-feira, em horário reduzido, das 10 às 16 horas, nas portas de acesso às unidades. “Todas as normas de segurança estão sendo adotadas, para evitar o contágio pela covid-19. Por enquanto, não liberaremos novos empréstimos, e os usuários não estão circulando na parte interna dos prédios”, explicou o gerente de espaços da Funalfa, Luiz Fernando Priamo.

Encerrada essa semana, haverá avaliação da etapa inicial de retomada, para que seja definida a possibilidade de avançar às novas fases. “Entendemos o clamor da sociedade pela retomada do atendimento nos equipamentos de cultura, mas não podemos abrir mão da segurança dos usuários e nossos colaboradores. Então, vamos caminhando por etapas”, justificou Priamo.

Outros espaços

Publicidade

No Centro Cultural “Bernardo Mascarenhas” (CCBM) e no Museu Ferroviário estão sendo feitas pré-reservas de pessoas interessadas em visitar os acervos e as mostras. Ainda não há data fechada para a retomada da atividade, já que a Funalfa aguarda a flexibilização da norma do protocolo do estado, o “Minas Consciente”, que determina distanciamento entre as pessoas, quando o espaço for fechado. Por enquanto, basta deixar o nome completo, o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e contatos, para que sejam informados sobre a data e o horário da visita. O cadastro pode ser solicitado pelos e-mails do CCBM e do Museu: ccbmjf@gmail.com e contatomfjf@gmail.com, respectivamente. Cada pessoa terá direito de agendar até dois nomes.

No caso do Museu Ferroviário está liberado o uso gratuito das áreas externas, para registros em vídeo de espetáculos e apresentações, de acordo com o protocolo que determina quatro metros quadrados de distanciamento em espaço externo. Tal ocupação poderá ocorrer com equipes de vídeo, elenco e produção, em número reduzido. O agendamento também será feito pelo e-mail do espaço.

No Teatro “Paschoal Carlos Magno” (Rua Gilberto de Alencar, 888 – Centro), o palco e demais dependências estão liberados para registros em vídeo de espetáculos e apresentações, seguindo o protocolo de dez metros quadrados de distanciamento em área interna. O uso também ocorrerá com equipes de vídeo, elenco e produção reduzidas. O agendamento deve ser feito pelo e-mail paschoal.teatro@gmail.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui