Publicidade

Segundo Paulo Guedes, ministro da Economia, o auxílio emergencial do Governo Federal será prorrogado por mais dois meses. A informação foi dada na reunião do Conselho de Governo, que ocorreu nesta terça-feira (9). 

O ministro não disse qual será o valor das duas parcelas adicionais. Em vigor,  o benefício paga três parcelas de R$ 600 aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados. O objetivo do programa é minimizar o impacto econômico durante a pandemia da Covid-19. 

Durante a reunião de ministros com o presidente Jair Bolsonaro, Paulo Guedes afirmou que o governo vai lançar o Renda Brasil, uma iniciativa que vai unificar os programas sociais. O ministro disse, também, que após a pandemia, o projeto Carteira Verde e Amarela vai ser retomado. 

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui