Publicidade

O prazo de inscrições no Edital de Premiação Cultural da Lei “Aldir Blanc”, lançado pela Fundação Cultural “Alfredo Ferreira Lage” (Funalfa), será encerrado na próxima segunda-feira, 9. As trabalhadoras e os trabalhadores da cultura de Juiz de Fora podem pleitear cerca de 400 prêmios, nos valores de R$ 3 mil, R$ 9 mil e R$ 15 mil, conforme a categoria em que se enquadrarem.

O edital e o formulário de inscrição podem ser acessados no site funalfa.com.br/leialdirblanc. Buscando democratizar o processo, a Funalfa adotou também a inscrição oral para atender pessoas com dificuldade de acesso à internet ou que precisem de apoio para compreender pontos do edital. O proponente que optar por essa modalidade de inscrição deve fazer a solicitação pelo telefone 3690-7036, de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.

A equipe do Departamento de Acesso à Cultura recebe os pedidos e verifica a melhor forma de atendimento. “A inscrição oral pode ser feita presencialmente, por videoconferência ou com envio de um vídeo gravado em celular. A ideia é ampliar o alcance da ação, chegando a pessoas,

coletivos e espaços que historicamente têm mais dificuldade de acessar as políticas públicas de cultura”, argumenta a diretora-geral da Funalfa, Tamires Fortuna.

Publicidade

A fundação também mantém canais de atendimento para tirar dúvidas ou explicar o processo. O serviço pode ser acionado por meio de mensagem para o WhatsApp 99912-0157, pelo e-mail leialdirjf@gmail.com ou pelo telefone 3690-7036 (12 às 18 horas).

Maior investimento no mercado local de cultura, o edital da Lei “Aldir Blanc” tem recursos do Fundo Nacional de Cultura. Os critérios foram amplamente discutidos com os agentes de cultura da cidade, por meio de 24 reuniões virtuais e uma live. Em todo o país, o investimento é de R$ 3 bilhões para apoiar, em caráter emergencial, as trabalhadoras e os trabalhadores da cultura, duramente impactados pela pandemia de Covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui