Publicidade

O Departamento de Parque e Edificações (Depae) do Museu “Mariano Procópio” preparou cem mudas de plantas para serem doadas. Esta segunda edição da iniciativa traz mais uma espécie que compõe o paisagismo da instituição, a “orquídea bambu”. A ação será na quinta-feira, às 10 horas, no portão de acesso ao parque, na Rua Mariano Procópio, sem necessidade da entrada do público, já que as plantas estarão dispostas em mesas próximas ao passeio, facilitando sua retirada. A instituição orienta que os interessados peguem sua muda e não permaneçam no local, evitando, assim, a aglomeração.

As plantas foram acondicionadas em cocos de sapucaia recolhidos no parque. Contudo, para possível nova edição, o Depae pede ao público a doação de caixinhas de leite vazias, para produção de novas mudinhas. Com estufa própria, a equipe responsável pela limpeza e manutenção do paisagismo das áreas verdes realiza, periodicamente, o replantio nos jardins históricos e alamedas do parque.

Curiosidades e dicas

A orquídea bambu (Arundina graminifolia ou Arundina bambusifolia) é proveniente da Ásia Tropical, região que abrange desde Índia, Nepal, Tailândia, Malásia, Cingapura e China Setentrional, até a Indonésia e ilhas do Pacífico. Sua peculiaridade está relacionada principalmente ao fato de ser orquídea terrestre. Graças ao volume de sua folhagem e a beleza de suas flores, é utilizada em acompanhamentos/decorações de muros, muretas e paredes ou em grupos, compondo conjuntos isolados. Também é possível cultivá-la em vasos, desde que receba algumas horas de sol diariamente.

Publicidade

Por ser adepta do clima tropical, necessita de solo úmido e muita luz, deve ser regada abundantemente no calor, de preferência à noite. Embora a orquídea bambu prefira sol pleno, também se adapta à meia-sombra, contando que a umidade seja controlada. Regue-as diariamente, durante temperaturas mais quentes, e em dias alternados, quando o clima estiver ameno. Em épocas frias, a irrigação pode ser suspensa, pois o excesso de água pode matar suas plantas.

Foto: Vinícius Ribeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui