Publicidade

Apesar da readequação feita pelo Governo do estado no Programa “Minas Consciente”, e da progressão do Município à “onda amarela”, os bares seguem proibidos de abrir para consumo de bebidas no local, sendo autorizadas apenas as modalidades de delivery e retirada no balcão. Bem como os restaurantes, têm horário de funcionamento permitido de segunda-feira a sábado, das 11 às 15 horas.

Assim, o trabalho de fiscalização ao cumprimento das normas de restrição a estes estabelecimentos, durante este período de pandemia do coronavírus em Juiz de Fora, segue sendo realizado normalmente. Entre a última quinta-feira, 6, e domingo, 9, 140 estabelecimentos, em 25 bairros, foram visitados para verificação de denúncias recebidas. Os proprietários de dez deles receberam notificações e dois tiveram interdição total das atividades, devido à reincidência na prática de irregulares.

Na noite de quinta-feira, 6, a ação conjunta notificou um bar no Bairro São Mateus, por estar atendendo clientes para consumo de bebidas alcoólicas. Na sexta-feira, 7, houve três registros, sendo dois de interdição, uma no Morro da Glória e outra no Mariano Procópio, além de uma notificação à padaria na Rua Santo Antônio, Centro, que se encontrava com disposição de mesas e cadeiras na calçada. No sábado, 8, mais três notificações foram feitas: duas no Aeroporto e uma no Borboleta. O domingo, 9, fechou com total de cinco notificações expedi das, dua s no Vitorino Braga, uma no Grajaú, uma no Recanto dos Lagos e outra no Filgueiras.

As equipes formadas por fiscais de posturas, guardas municipais e agentes de transporte e trânsito percorreram as regiões do Centro e dos bairros Alto dos Passos, Paineiras, São Mateus, Granbery, Poço Rico, Mariano Procópio, Costa Carvalho, Lourdes, Morro da Glória, Jardim Laranjeiras, Borboleta, Ipiranga, Jardim de Alá, Filgueiras, Parque Independência, Parque Guarani, Granjas Betânia, Grama, Recanto dos Lagos, Vitorino Braga, Manoel Honório, Marumbi, Progresso e Santa Terezinha.

Publicidade

O empenho acontece de maneira regular, em resposta à demanda da comunidade por ações sobre estabelecimentos infratores. Toda ligação feita aos canais de denúncia é registrada para atendimento posterior, seguindo ordem de prioridade. Planejamento é montado para a checagem das informações. A equipe de ronda vai até o endereço indicado e faz a abordagem do responsável.

As denúncias podem ser feitas à Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur), pelo telefone 3690-7507, de segunda a sexta-feira, de 8 às 12 horas e de 14 as 18 horas; à Central da Guarda Municipal, no 153; e ao canal de Ouvidoria do Município, “Fala.BR”.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui