Publicidade

A feira livre do Bairro São Mateus foi alvo do comboio de ações preventivas e de fiscalização relativas ao coronavírus, na manhã desta quarta-feira, 17. Antes de desembarcarem para abordagem a feirantes e transeuntes, os órgãos envolvidos percorreram as principais ruas do bairro, com emissão de mensagem sonora de alerta à população sobre os cuidados para evitar a proliferação da covid-19 na cidade. Esta é a segunda vez que o trabalho é feito no comércio da região, em menos de um mês. O propósito da atuação foi o de ampliar a presença dos serviços da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) junto à comunidade, neste momento de pandemia, orientando e verificando o cumprimento das medidas legais vigentes.

Além das regras relativas ao comércio nas feiras livres, o uso de máscara esteve no foco do trabalho. Apesar do grande número de pessoas nas ruas, no São Mateus o acessório de proteção era usado pela maioria delas, não tendo sido feita notificação referente a este aspecto. A obrigatoriedade da proteção também foi conferida dentro do transporte público e nos táxis. Agentes de transporte e trânsito pararam ônibus urbanos para inspeção. Usuários, motoristas e cobradores foram conscientizados sobre a importância do uso correto do item, cobrindo boca e nariz. Material informativo foi entregue aos passageiros.

De acordo com o Decreto Municipal 13.975, de 12 de junho passado, as feiras livres que acontecem na Avenida Brasil, aos domingos, e na Praça Antônio Carlos, às quartas-feiras, à noite, continuam suspensas por tempo indeterminado. Já as feiras realizadas nos bairros seguem em funcionamento, com regras específicas. Não é permitida, por exemplo, a comercialização de alimentos para consumo no local, como pastéis, bebidas e lanches. A medida busca evitar aglomeração.

A criação do comboio integra a estratégia de reabertura gradual das atividades econômicas, estabelecidas na adesão do Município ao plano do Governo estadual, o “Minas Consciente”. Atuam nesta frente de trabalho o Corpo de Bombeiros Militar, as secretarias de Saúde (SS), de Transporte e Trânsito (Settra), de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur) e de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc) e a Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon).

Publicidade

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui