Publicidade

O comboio de ações preventivas e fiscalização relativas ao coronavírus esteve na manhã desta terça-feira, 16, na feira livre do Bairro Mariano Procópio. Depois de percorrer as principais ruas da região, com mensagem sonora de alerta à população sobre os cuidados para evitar proliferação da covid-19, as equipes deram início aos trabalhos junto ao público e aos feirantes. O objetivo foi levar orientação sobre medidas de contenção à doença, como uso de máscaras e distanciamento social e verificar o cumprimento das normas, como distância mínima de segurança entre cada barraca montada. Três comerciantes foram notificados, pelo uso incorreto da máscara.

Na ação desta manhã atuaram guardas municipais, da Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Sesuc); agentes de endemias, de Saúde (SS); e de Transporte e Trânsito (Settra); e fiscais de posturas, de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (Semaur), Estes profissionais fizeram corpo a corpo com o público na feira, oferecendo material gráfico explicativo sobre a doença e as normas municipais para seu controle, e conferiram o uso correto de máscaras. Poucas pessoas circulavam sem o item de proteção. Para quem estava sem, a equipe fazia doação do material para pronto emprego.

As feiras livres que acontecem na Avenida Brasil, aos domingos, e na Praça Antônio Carlos, às quartas-feiras, à noite, estão suspensas por tempo indeterminado, desde março, quando foram publicados os primeiros decretos de enfrentamento ao coronavírus (Covid-19) em Juiz de Fora. Já as feiras nos bairros continuam em funcionamento, seguindo medidas preventivas específicas. Não é permitida, por exemplo, a comercialização de alimentos para consumo no local, como pastéis, bebidas e lanches. A
medida busca evitar aglomeração.

Esta é a 28ª edição do comboio, que teve início em 18 de maio. Durante toda a semana, o trabalho segue em pontos definidos pela coordenação do comboio “Da Vida, Pela Vida”. A escolha dos locais visitados se baseia nas denúncias recebidas pela Guarda Municipal e Semaur, quanto ao descumprimento das medidas de isolamento e às regras de funcionamento do comércio.

Publicidade

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui